Notícias


    06.fev.2020 (quinta-feira) - 5h50
    atualizado: 06.fev.2020 (quinta-feira) - 6h26

     

    A pulverização aérea de agrotóxicos está proibida no Ceará desde o início de 2019 por força da lei estadual 16.820/19, de autoria do nosso mandato. A formulação da lei contou com a contribuição técnica de diversos movimentos sociais e instituições científicas. Chamada de Lei Zé Maria do Tomé, a iniciativa é uma homenagem ao líder comunitário assassinado em função de sua luta contra os agrotóxicos na cidade de Limoeiro do Norte.

    Foto: Reprodução PSTU

     

    O volume inédito de água caindo do céu só exacerbou o problema, não o criou. Enchentes e alagamentos ocorrem há décadas no início do ano em Belo Horizonte e vários outras cidades, mineiras e brasileiras. Os danos e as vítimas variam a cada ano conforme o índice pluviométrico, mas nunca deixaram de existir; são previsíveis, fatídicos. Por que? Qual cidade do porte de BH em outra parte do mundo que alaga todo período chuvoso? É óbvio que o problema resulta da ação humana. Históricos são os erros da nossa urbanização e não as chuvas deste janeiro de 2020.

    Paredões de arenito típicos do Parna do Catimbau (PE) | Foto: Neison Freire / 2013

     

    Antonio Rocha Magalhães
    Economista
    Ex-Secretário de Planejamento do Ceará
    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    A convivência entre as atividades humanas na Caatinga e a Sustentabilidade exige políticas públicas que esbarram (1) na baixa capacidade técnica de formulação e (2) nos interesses de curto prazo dos investimentos privados e públicos. É tudo uma questão de tempo: no longo prazo, conservação e desenvolvimento são compatíveis, porém no curto prazo os lucros podem ser comprometidos pelas restrições ambientais, impostas pela política ambiental por meio dos estudos de impacto ambiental e dos licenciamentos para realização de investimentos.

    Clique para Ampliar

     

    As chuvas voltaram a cair no município de Tauá nos períodos da tarde e noite deste domingo, 26, banhando a cidade e distritos.

    Diante das informações repassadas para a Rádio Difusora dos Inhamuns e Blog do Wilrismar, por moradores, a maior precipitação ocorreu na localidade de Dormideira, distrito de Trici, com registro de 80mm. Na mesma região, choveu em Santo Antonio-Trici(75mm), Massapê(69mm), Jardim(55mm), Santa Teresa(50mm), Santa Luzia(45mm), Baixa Fechada(35mm).

    No distrito de Marruás, foram informadas precipitações nas localidades de Chique-chique(55mm), Fechadinho(52mm), Todos os Santos(21mm).

    Na localidade de Cachoeira dos Gonçalves, distrito de Carrapateiras, a chuva, com ventos, relâmpagos e trovôes foi de 52 mm. Na Fazendinha e Galuada, choveu 20mm.

    Uma chuva de 45mm foi registrada na localidade de Junco, Sede Distrital.

    Na vila de Marrecas, a chuva mediu 6mm.

    © 2018 RM77.DESIGN. All Rights Reserved. Designed rm77.com.br
    Free Joomla! templates by AgeThemes