Notícias

    O poder e a peste

    Por que atacamos a dignidade daqueles que colocam em jogo a dimensão do cuidado ao próximo em nosso Estado?

    No começo do século XIX, o baiano Rodolfo Teófilo afirmava “Sou cearense, porque quero". Ao inventar a cajuína, que muitos pensam ter origem piauiense, o médico sanitarista que adotou o Ceará para sua luta e vida, conseguiria suavizar o travo do caju, adocicando-o, mas, os dias de hoje confirmam, não conseguira adoçar as elites cearenses que agora atacam as políticas de saúde do Estado, nominando-as de mentirosas, aproveitadoras e corruptas. Há uma peste no poder. Mas a linha do ódio não me interessa aqui repetir. O rosário [me perdoem o sacrilégio] de palavras produzida nos canteiros de obras do ódio é ilimitada, mas é certo: uma pá de cal é definitivamente colocada sobre a importância da vida do pobre.

     Por Nájila Cabral em ÁguaGovernos LocaisImpacto AmbientalMeio AmbienteSaneamento AmbientalSaúde Ambiental 

         Um dos importantes aspectos do saneamento é a água potável para abastecimento humano. Água é vida. A Agenda 2030 traz como Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6, assegurar a disponibilidade e gestão sustentável de água e saneamento para todos. A meta nacional 6.1 é “até 2030, alcançar o acesso universal e equitativo à água para consumo humano, segura e acessível para todos”.

    A temperatura amena tão perto do sertão e o verde das árvores altas e densas ficaram guardados na memória | Foto: Maristela Crispim

    Por Antonio Rocha Magalhães
    Economista
    Ex-Secretário de Planejamento do Ceará
    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Canindé / Mulungu – CE. Não apenas sou originário do sertão, mas sobretudo sou um produto do sertão. Aí cresci e me tornei gente, até emigrar para Fortaleza e seguir o meu caminho sem entretanto nunca desligar das origens. Acostumei-me com o sol e o calor do sertão, com a vegetação da Caatinga, com os caminhos tórridos que se tornavam brejos nos invernos rigorosos, como o de 1950.

    Gonzalo Oyarzún participa do Workshop Internacional Mediação: Uma Biblioteca para Hoje e para Todos
    Gonzalo Oyarzún participa do Workshop Internacional Mediação: Uma Biblioteca para Hoje e para Todos

    A biblioteca não é um artigo de luxo, mas uma instituição de primeira necessidade. Ela vai muito além dos livros, pode ajudar no desenvolvimento de sua comunidade e é ainda mais necessária atualmente por causa do excesso de informação. A opinião é de Gonzalo Oyarzún, professor e consultor chileno com um vasto currículo na área de bibliotecas públicas e um dos convidados do Workshop Internacional Mediação: Uma Biblioteca para Hoje e para Todos, que será realizado na quinta, 13, e sexta, 14, na Biblioteca de São Paulo, com organização do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo.

    Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária.   Em discurso, à tribuna, senador Paulo Paim (PT-RS).  Foto: Beto Barata/Agência Senado

     

     

    O Senado aprovou nesta terça-feira (18), em Plenário, projeto que regulamenta a profissão de historiador e estabelece os requisitos para seu exercício. O texto aprovado foi um substitutivo (texto alternativo) da Câmara dos Deputados ao PLS 368/2009. O projeto segue para a sanção presidencial.

    De acordo com o substitutivo (SCD 3/2015), poderá exercer a atividade de historiador quem tem diploma de curso superior, mestrado ou doutorado em História; diploma de mestrado ou doutorado obtido em programa de pós-graduação reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) com linha de pesquisa dedicada à história; e profissionais diplomados em outras áreas que comprovarem ter exercido a profissão de historiador por mais de cinco anos a contar da data da promulgação da futura lei.

    © 2018 RM77.DESIGN. All Rights Reserved. Designed rm77.com.br
    Free Joomla! templates by AgeThemes