MOVIMENTO PELA EDUCAÇÃO EM TAUÁ

     

    Joaquim Feitosa e Dolores capitanearam no ano de 1993 a luta pela implantação de um Campus da Universidade Estadual do Ceará  no município de Tauá, o que veio a ser o Centro de Educação, Ciências e Tecnologia da Região dos Inhamuns – CECITEC, ainda na gestão do Magnífico Reitor Paulo Petrola.

    Em novembro do mesmo ano, a população da região foi mobilizada a participar do seminário Os Inhamuns no Desenvolvimento do Ceará, organizado por Dolores e Feitosa para identificar a vocação e as potencialidades da região, com vistas à definição de linhas básicas de atuação da UECE. A participação da população foi elemento imprescindível para o prosseguimento da vitoriosa campanha.

    O Governo do Estado adquiriu  a antiga fábrica de móveis do Sr. Netônio, local escolhido pela coordenação da campanha para abrigar o Campus. Em 1994 a oficialização do CECITEC veio através da aprovação da resolução número 734/94.

    O sonho gestado pelo casal de intelectuais e animadores culturais, Joaquim de Castro Feitosa e Dolores, tornou-se realidade beneficiando toda a Região do Sertão dos Inhamuns.

    Joaquim de Castro Feitosa tinha certeza de que o caminho para o desenvolvimento social e econômico de uma região desaguava inevitavelmente na Educação. Foi sempre um leitor voraz, assíduo e de diversificados assuntos, levantava-se todos os dias as 4 da madrugada para fazer sua leitura e planejar seus sonhos para um mundo melhor e mais justo.

    Agradecemos ao Magnífico Reitor Jakson Sampaio, ao Diretor do CECITEC prof. Isaias Lima, ao prof. Álcimo Viana , ao prof. Lúcio Galvão e aos demais docentes e discentes, a honraria da denominação da biblioteca deste Campus de Biblioteca Joaquim de Castro Feitosa. Gratidão é o que norteia a família do homenageado.

    Agosto/2019

    Fátima Feitosa

    Presidente da FBF

    © 2018 RM77.DESIGN. All Rights Reserved. Designed rm77.com.br
    Free Joomla! templates by AgeThemes