Notícias

    MUSEUS COMO NÚCLEOS CULTURAIS: O FUTURO DAS TRADIÇÕES

    Haja hoje para tanto ontem.

    E amanhã para tanto hoje.

    Sobretudo isso.

    Paulo Leminski

     

    A construção poética de Paulo Leminski convida-nos para um salto criativo no trampolim do tempo. Em boa medida, a sua poesia ilumina a compreensão de que a imaginação tem potência suficiente para não ser prisioneira do tempo. Vinda do passado a sua poesia explode no presente e se projeta no futuro com extraordinária capacidade de intervenção criativa.

     

    Lançamento do livro Ser tão Sertão de Daniel Gonçalves, neto do Patativa Do Assaré, em Tauá.

    Museu Regional dos Inhamuns abrigará um exposição temporária com objetos pessoais do Patativa do Assaré. 

     

    Secretária da Fundação Bernardo Feitosa, Salete Vale, se reúne com a diretora do Crede XV , profa Maria Herenice dos Santos. Teve como pauta a 17º Semana de Museus.

    Origem da Cidade Em 1708, Lourenço Alves Feitosa recebeu uma sesmaria situada nas ribeiras do rio Jucás, para o estabelecimento de uma fazenda. As sesmarias eram terras dadas pelos reis de Portugal para quem quisesse cultivá-las. Dez anos mais tarde, o capitão Luís Coelho Vital foi chamado para conquistar e povoar uma larga e extensa faixa de terra dentro daquela sesmaria, nos famosos Sertões dos Inhamuns.

    Anos mais tarde, precisamente em 13 de março de 1724, Lourenço Alves Feitosa recebeu do atual dirigente da Capitania do Ceará Grande, Manuel François, mais três léguas de terras situadas nos caminhos dos Inhamuns. Nessa mesma época, eram concedidas diversas sesmarias, entre elas uma situada nas margens do rio Jaguaribe para o capitão Geraldo Monte, que se tornou inimigo de Lourenço Alves Feitosa, pela proximidade entre suas terras.

    Página 1 de 5

    © 2018 RM77.DESIGN. All Rights Reserved. Designed rm77.com.br
    Free Joomla! templates by AgeThemes